Gerando scripts do banco de dados por .NET – Passo 1

Criar scripts do banco de dados, ou de qualquer objeto do SQL Server por .NET não é algo muito complexo, pois os principais objetos do SMO possuem o método Script. Mas como gerar o script desejado é o que pode dar um pouco de dor de cabeça para quem esta começando com SMO, seja no .NET ou no PowerShell.

Para primeira demonstração, vamos ver como é simples gerar o script de criação do banco de dados:

using System;
using System.IO;
using Microsoft.SqlServer.Management.Smo;

namespace DemoSmo
{
    class DemoScript1
    {
        static void Main()
        {
            const string serverName = @".\SQLEXPRESS";

            const string databaseName = "DemoAspNet";

            const string scriptPath = @"C:\TEMP\DemoAspNet.sql";

            var server = new Server(serverName);

            var database = server.Databases[databaseName];

            // Gerando o script do banco de dados e salvando este em um arquivo
            using (var file = new StreamWriter(scriptPath))
            {
                Console.WriteLine("Script do banco de dados...");

                foreach (var str in database.Script())
                {
                    file.WriteLine(str);
                    file.WriteLine("GO");
                }
            }

            Console.WriteLine("Script concluído ...");

            Console.ReadKey();
        }
    }
}

Agora a geração do script das tabelas do banco de dados:

using System;
using System.IO;
using System.Linq;
using Microsoft.SqlServer.Management.Smo;

namespace DemoSmo
{
    class DemoScript2
    {
        static void Main()
        {
            const string serverName = @".\SQLEXPRESS";

            const string databaseName = "DemoAspNet";

            const string scriptPath = @"C:\TEMP\DemoAspNet.sql";

            var server = new Server(serverName);

            var database = server.Databases[databaseName];

            using (var file = new StreamWriter(scriptPath))
            {
                Console.WriteLine("Script das tabelas...");

                // Relacionando as tabelas do banco de dados
                foreach (var table in database.Tables.Cast<Table>().Where(table => !table.IsSystemObject))
                {
                    // Gerando o script de cada uma das tabelas
                    file.WriteLine("--");
                    file.WriteLine("-- Tabela: [{0}].[{1}]", table.Schema, table.Name);
                    file.WriteLine("--");
                    foreach (var str in table.Script())
                    {
                        file.WriteLine(str);
                        file.WriteLine("GO");
                    }
                }
            }

            Console.WriteLine("Script concluído ...");
            Console.ReadKey();
        }
    }
}

Na geração do script das tabelas, é bem provável que você vá se perguntar “onde estão as constraints das tabelas?”, ai entra o objeto ScriptOptions, o qual pode ser utilizado como argumento para o método Script, afim de definir como e do que será gerado o script.

Para entender isso, temos abaixo um ScriptOptions configurado para gerar o script das tabelas com as Primary Keys (DriPrimaryKey):

var scriptOptions = new ScriptingOptions { DriPrimaryKey = true };

O ScriptOptions para gerar o script de DROP das tabelas (ScriptDrops):

var scriptOptions = new ScriptingOptions { ScriptDrops = true };

E para um exemplo final, utilizando o ScriptOption afim de gerar o script das tabelas com as Keys e Constraints (DriAll) e sem informar Collation das colunas (NoCollation):

using System;
using System.IO;
using System.Linq;
using Microsoft.SqlServer.Management.Smo;

namespace DemoSmo
{
    class DemoScript3
    {
        static void Main()
        {
            const string serverName = @".\SQLEXPRESS";

            const string databaseName = "DemoAspNet";

            const string scriptPath = @"C:\TEMP\DemoAspNet.sql";

            var server = new Server(serverName);

            var database = server.Databases[databaseName];

            //Definindo o objeto ScriptingOptions
            var scriptOptions = new ScriptingOptions { DriAll = true, NoCollation = true };

            using (var file = new StreamWriter(scriptPath))
            {
                Console.WriteLine("Script das tabelas...");

                foreach (var table in database.Tables.Cast<Table>().Where(table => !table.IsSystemObject))
                {
                    //ScriptingOptions com argumento do método Script
                    file.WriteLine("\n\n--\n-- Tabela: [{0}].[{1}]\n--\n", table.Schema, table.Name);
                    foreach (var str in table.Script(scriptOptions))
                    {
                        file.WriteLine(str);
                        file.WriteLine("GO");
                    }
                }
            }

            Console.WriteLine("Script concluído ...");
            Console.ReadKey();
        }
    }
}

No artigo da próxima semana veremos como utilizar o objeto Scripter para gerar o script de vários objetos ao mesmo tempo, e ainda nesta semana a versão deste artigo para PowerShell.

6 pensamentos sobre “Gerando scripts do banco de dados por .NET – Passo 1

  1. Acho muito interessante a abordagem utilizanod SMO. Acho que esta ferramenta é pouco utitilizada e poderia aumentar em muito a flexibilidade de scripts, principalmente daqueles sistemas onde o schema tende a ser evolutivo com o tempo e naqueles casos onde há um mesmo produto em vários clientes, cada cliente com uma fase diferente do schema.

  2. Pingback: Gerando scripts do banco de dados por PowerShell – Passo 1 « SQL From Hell.com

  3. Pingback: Gerando scripts do banco de dados por .NET – Passo 2 « SQL From Hell.com

  4. Pingback: Trabalhando com SMO – Resumo « SQL From Hell.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s