O que mudou nos projetos SQL CLR do Visual Studio 2010?

Tive a oportunidade de testar as novas funcionalidades do Visual Studio 2010, que têm ajudado bastante a vida dos desenvolvedores, analistas e testers. Mas o que será que mudou nos projetos SQL CLR? Será que temos novos templates e novos objetos para criar e estender? O deploy foi melhorado? E o suporte à Framework .NET 4.0?

Os templates dos projetos SQL CLR, agora estão juntos com os templates de Database (alguns já bem conhecidos para quem trabalhou com o Visual Studio 2008 Database Edition). Infelizmente não criaram templates para Visual F# e C++ (que ainda se mantêm UNSAFE nesta versão…).

Dica: Não se esqueça de alterar a versão do .NET Framework do projeto para a versão 2.0 (ou 3.5), pois não há suporte à versão 4.0 no SQL Server 2005/2008.

Na criação de novos objetos, continuamos com os mesmos templates (não há templates prontos para criar Table-Valued Functions, ainda não é possível criarmos tabelas (ou estruturas de cache em memória) ou objetos do Service Broker com SQL CLR, ou formas práticas de estender funcionalidades dos tipos CLR nativos e File Stream, ou integrar com Web Services…).

Ok, até agora não mostrei nenhuma real novidade, então dê uma olhada na estrutura do projeto SQL CLR, percebeu a existência de dois scripts SQL?

Eles são os scripts SQL de Pre Deploy e Post Deploy, que facilitam algumas atividades como: Alterar configurações do banco de dados, criar assemblies que ainda não estão no servidor (ex.: os assemblies XmlSerializers, que precisam ser criados após do deploy de assemblies CLR que têm interação com WebServices), controlar permissões e objetos, assim como validar a estrutura do banco de dados antes e/ou depois da publicação (deploy) ou debug do projeto.

Após o deploy (e também no debug), é possível recuperar o script SQL que foi executado no servidor, que estará presente na pasta BIN do projeto. Vale lembrar que este script já é compatível com os projetos de banco de dados do Visual Studio 2008/2010, evitando a necessidade de “remapear” os objetos CLR e assemblies para o deploy do banco de dados.

Para quem estava esperando grandes novidades para o Visual Studio 2010 no que diz respeito ao SQL CLR, infelizmente não são muitas melhorias, mas elas ajudam a diminuir muito o trabalho que tínhamos para customizar a publicação dos projetos SQL CLR.

Artigos relacionados:

Trabalhando com CLR
https://sqlfromhell.wordpress.com/category/trabalhando-com-clr/

Modelagem com ADO.NET Entity Framework 4.0: Gerando o banco de dados a partir das classes
https://sqlfromhell.wordpress.com/2010/04/03/modelagem-com-ado-net-entity-framework-4-0-gerando-o-banco-de-dados-a-partir-das-classes/

2 pensamentos sobre “O que mudou nos projetos SQL CLR do Visual Studio 2010?

  1. Pingback: Trabalhando com SQL CLR – Resumo « SQL From Hell.com

  2. Pingback: Trabalhando com SQL CLR – Resumo « SQL From Hell.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s